Antes de içar a lâmina, o algoz suplica ao condenado: "Você me perdoa?"

I want you for U.S. Army

domingo, 17 de março de 2013

Lançamento do livro O Evangelho segundo Talião

Clique na imagem para ampliá-la
Anúncio oficial de lançamento de "O Evangelho segundo Talião"
feito pela editora nVersos a partir da capa do livro que foi desenhada pelo talentoso Bruno Romão,designer da editora, a quem eu também agradeço afetuosamente pelo empenho para além de Talião. 
 
Meus amigos,


Gostaria de convidar a todos para o lançamento do meu primeiro livro,

 
O Evangelho segundo Talião
Flávio Ricardo Vassoler
Editora nVersos

 

Local: Livraria Martins Fontes – Av. Paulista, 509 (ao lado do metrô Brigadeiro).


Data e horário: dia 20 de abril, sábado, às 18h.


Antes do lançamento propriamente dito, a jornalista Talita Mochiute Cruz, mestranda em Teoria Literária pela Faculdade de Letras da USP, mediará um debate sobre “O Evangelho segundo Talião” que contará com a presença de Dmitri Cerboncini Fernandes, professor de Sociologia da Universidade Federal de Juiz de Fora, e Vera Lúcia Bastazin, professora de Teoria Literária da PUC-SP. Dmitri e Vera Lúcia escreveram, respectivamente, o prefácio e contracapa taliônicas.


A partir de agora, vocês poderão assistir à leitura de alguns trechos da obra feitas por meus amigos Dmitri Cerboncini Fernandes, Célia Arribas e Marta Mendes. Gostaria de agradecer ao jornalista Matheus Muñoz, auxiliar de comunicação da editora nVersos, pelo belo trabalho de animação e edição do vídeo em que Célia Arribas lê um trecho da “Dialética do útero”, um dos textos que compõem o mosaico evangelista de Talião.
 

 
Célia Arribas lê um trecho do texto "Dialética do útero"
 
 
Dmitri Cerboncini Fernandes lê um trecho do texto "Memórias do Bunker"
 
 
Marta Mendes lê um trecho do texto "Tédio, objeto desprovido de vontade"
 
 
Célia Arribas lê um trecho do texto "Tédio, objeto desprovido de vontade"
 
 

Por fim, meus amigos, disponibilizo agora um trecho do livro – o mesmo trecho lido pela Célia no vídeo já mencionado.
 
 
 
Dialética do Útero
 
 
Ao entrarmos na vida que nos vai exaurir, não nos é facultado o sorriso. “É preciso chorar para fortalecer os pulmões”. Um tapa como o primeiro afago. Bem-vindo ao deserto do real.
 
Tese
 
A maca estava fria – mas nada questionava.
 
– Que nome daríamos a ele?
 
Ana estava nua sob o asséptico avental branco.
 
Toda a nudez será castigada:
 
– Que nome daríamos a ele, Ricardo?
 
O nome do silêncio.       
 
Os pais prenunciam os filhos: no olhar, no ímpeto, no trajeto sinuo-so do cabelo, nas costas hesitantes e cansadas, na dúvida cabisbaixa, os pais anunciam os filhos. Em nome do silêncio.
 
– Que nome daríamos a ele, Ricardo?
 
(Não daremos, Ana, não daremos.)
 
O obstetra do silêncio se achega.
 
Ana fecha os olhos.
 
Dar à luz cega.
 
Bem rápido – rapidez higiênica e incólume: Ana esgarça as pernas, o fórceps prenuncia a invasão, os dedos metálicos anunciam a máquina de sucção: em poucos instantes, o zigoto que já tem a cabecinha dilatada é aspirado da parede do útero. O feto já não passa de uma mera escoriação na mucosa. Um vestígio. Sucção a vácuo.
 
O frio se deitava sobre a maca – e já não questionava.
 
– Que nome não daríamos a ele?
 
Ana instava nua sob a assepsia do avental branco.
 
Toda a nudez será castigada:
 
– Pode se vestir, Ana – diz o silêncio do obstetra.


14 comentários:

  1. Olha o que eu recebi, Flávio!
    Muito sucesso!
    Beijos
    Camilla

    ResponderExcluir
  2. Bala Flavião!!! Vou fazer o possível para estar lá!

    Abração, Flavião...

    ResponderExcluir
  3. Olá meu querido,

    Com certeza irei ao lançamento do seu livro! Já está agendado!

    Nos vemos em breve!

    Um beijo

    ResponderExcluir
  4. Parabéns, Ricardo !

    ResponderExcluir
  5. Parabéns, Professor!

    Extremamente inteligente, espero que seja um sucesso.

    ResponderExcluir
  6. João Miguel Henriquessegunda-feira, 18 março, 2013

    Parabéns pela edição do livro, meu caro. Pena não poder estar no Brasil para a apresentação...

    Um abraço e as maiores felicidades,

    João

    ResponderExcluir
  7. Parabéns, Flavião,

    estaremos lá

    Fábio Luiz


    ResponderExcluir
  8. Ei, querido.
    Tudo bom?

    Recebi o email sobre o lançamento do livro.

    Parabéns!

    ResponderExcluir
  9. Parabéns, Flavio, você sabe que torço por você. Beijos!

    ResponderExcluir
  10. Todo o êxito para o seu "primogênito", Flávio Ricardo! Fraterno abraço. Carolina Ramos

    ResponderExcluir
  11. Parabéns pelo lançamento! Gostei do tom. Infelizmente estaremos longe demais para prestigiar, eu e Noubar.

    Abraço,

    isbela faria trigo

    ResponderExcluir
  12. Olá Flávio

    É com imenso prazer que leio seu anúncio. Meus parabéns! Mesmo sem conhecer seu trabalho, tenho certeza de que está trilhando uma bela carreira. Eu que te vi lá em 2003 debutando na vida acadêmica...

    Um beijo,

    Michelle

    ResponderExcluir
  13. Parabéns, por esta conquista!!! Certamente será um sucesso.

    Grande Abraço!

    ResponderExcluir
  14. Parabéns, professor, fico muito feliz por você, que esse seja apenas o primeiro livro dos muitos que você lançará, pois capacidade você já provou que tem, mais uma vez parabéns.

    Sua aluna Viviane Santana.

    ResponderExcluir