Antes de içar a lâmina, o algoz suplica ao condenado: "Você me perdoa?"

I want you for U.S. Army

domingo, 4 de dezembro de 2011

Programa Livros em Revista, por Ralph Peter

Meus amigos,

Gostaria de convidar a todos para assistirmos ao programa Livros em Revista, que vai ao ar, ao vivo, todas as quintas-feiras, às 17h, pela Clic TV - www.clictv.com.br.

Passo a palavra ao apresentador do Livros em Revista, Ralph Peter, para que ele nos narre a proposta de seu programa:

“A www.clictv.com.br é uma empresa independente que está hospedada no portal UOL, a seu convite. O Livros em Revista vai ao ar, ao vivo, toda quinta-feira, às 17 horas, tem duração de uma hora e tem por finalidade levar bom entretenimento e elevado grau de cultura aos seus ‘especnautas’ (os internautas espectadores). Não há um viés unívoco de programação, literalmente praticamos uma ‘clinica geral’. A única bandeira que fazemos questão de levantar é a honestidade com plena diversidade. Após transmissão ao vivo, o programa resta em acervo, disponível 24 horas por dia, todos os dias da semana. O Livros em Revista foi idealizado por mim há 4 anos. O proprietário da emissora à época, o falecido Marcelo Thielicke, fez questão de que eu o apresentasse. Apresento-o com muito prazer, encarando sua produção com muita responsabilidade, culpa e esmero”.

Ralph Peter tem 64 anos, é alemão de nascimento, mas brasileiro de coração – e por opção. Pai de três filhos, o geminiano em questão é formado em Direito e Comunicação Social. Ralph é professor de Direito para os graduandos em Comunicação na Fundação Armando Alvares Penteado (FAAP) e na Universidade Anhembi Morumbi, assina a coluna semanal Livros em Revista, no jornal Empresas & Negócios, ao longo da qual desenvolve de 06 a 08 sinopses e também trabalha como agente literário. O apresentador do Livros em Revista é um franco e ferrenho defensor da literatura infantil mais acessível às classes de menor poder aquisitivo, pois “creio que, com um maior acesso literário para as crianças, formaremos leitores mais críticos e pessoas adultas melhores”.

Como Ralph Peter mencionou mais acima, o Livros em Revista possui um amplo enfoque temático que vai da literatura e da arte antiga ao direito e à psicanálise, passando pela história e pelos meandros editoriais.

Gostaria de disponibilizar a todos o link para o acervo do programa Livros em Revista, a partir do qual vocês poderão encontrar as entrevistas em seus variados temas e selecionar aqueles de sua predileção:

Acervo do programa Livros em Revista na Clic TV:
http://tvuol.uol.com.br/#view/id=ralph-peter-recebe-o-jornalista-e-escritor-ricardo-viveiros-04024C9A366EE0911326/mediaId=11287651/date=2011-05-05&&list/type=search/q=ralph%20peter%20clictv/edFilter=all/

Ao desenvolver uma proposta multitemática e interdisciplinar, o Livros em Revista estabelece um diálogo com o Subsolo das Memórias. Sendo assim – e com a autorização do sempre cordial Ralph Peter –, gostaria de apresentar a vocês dois programas que muito me chamaram a atenção. (Mais abaixo, envio a vocês os links específicos dos programas a partir do acervo da Clic TV.)


Programa Livros em Revista, por Ralph Peter


O primeiro programa, que foi ao ar no dia 13 de outubro, teve por tema os “Direitos Humanos, Marx e Engels”. Fernando Mangarielo, editor e proprietário da Alfa-Ômega, e o Prof. José Damião Trindade discutiram o prisma pelo qual os fundadores do socialismo científico analisaram o direito em suas obras, mostrando o limite emancipatório das garantias legais sob a égide do Estado. Os direitos humanos são analisados levando-se em consideração suas contraditórias relações de inclusão e exclusão na sociedade contemporânea. (Link específico para o programa em questão: http://tvuol.uol.com.br/#view/id=direitos-humanos-marx-e-engels-no-livros-em-revista-0402CC1A386ADC892326/mediaId=12175843/date=2011-10-13&&list/type=search/q=ralph%20peter%20clictv/edFilter=all/)

DIREITOS HUMANOS, MARX E ENGELS


O segundo programa, que foi ao ar no dia 24 de novembro, trouxe a psicanalista Betty Milan para um debate sobre os rumos da psicanálise em meio à dissolução do núcleo familiar original sobre o qual Sigmund Freud assentou as bases de sua ciência do inconsciente. Seria possível lançar mão dos complexos de Édipo e Electra para apreender os conflitos psíquicos na contemporaneidade, uma vez que o contexto social transformou a divisão sexual do trabalho e embaralhou os papéis de homens e mulheres – e, conseqüentemente, do pai e da mãe? Betty Milan procurará responder a esta e a outras perguntas correlatas. (Link específico para o programa em questão: http://tvuol.uol.com.br/#view/id=betty-milan-no-livro-em-revistas-0402CC9A3766C0992326/mediaId=12303753/date=2011-11-24&&list/type=search/q=ralph%20peter%20clictv/edFilter=all/)

A PSICANALISTA BETTY MILAN NO LIVROS EM REVISTA


Espero que o Livros em Revista os instigue tanto quanto o fez com o Subsolo das Memórias.

O arguto e cordial Ralph Peter manda um abraço a todos vocês.

3 comentários:

  1. Flavião,
    Como vai neste domingo de sol meio nublado?
    Pois é, precisamos nos rever para continuarmos com aqueles papos bons.
    Vou deixar para marcar depois, porque fim de ano para quem toca escritório é um furacão e eu pularia tranquilamente o mês de dezembro e iria direto para janeiro.
    Os clientes querem tudo pronto como se o mundo acabasse em 2011, e vamos tirar férias coletivas no natal e até o ano novo e tenho que entregar os projetos.
    Enquanto isso vou lendo seus textos, que, pelo que vi rapidamente, você produz pra caramba.
    Um grande abraço e continue me escrevendo,
    Raul

    ResponderExcluir
  2. Prezado Flávio, pentacampeão brasileiro.

    Falei com o Tupãzinho sobre sua crônica. Vou imprimir e passar para ele lê-la.

    Hoje perdemos um grande ídolo, que tive a oportunidade de ver atuar inúmeras vezes.
    O calcanhar de Sócrates, ponto forte na arte do futebol, foi seu ponto frágil na vida, a bebida.

    Grande e fraternal abraço

    José Carlos Feliciano

    ResponderExcluir
  3. Co-irmão corintiano Zé Carlos! Tudo bom com você?

    Confesso que a comemoração pelo pentacampeonato ficou bem arrefecida pela morte do grande Dr. Sócrates!

    Poxa, que perda enorme, Zé! E eis que você é o primeiro a saber: semana que vem, o Subsolo das Memórias vai prestar uma homenagem ao Dr. Sócrates. Nunca vou me esquecer das crônicas que ele escrevia na Carta Capital. Eu era ávido em lê-las furtivamente pelas bancas de jornal. Isso para não mencionarmos as tomadas de posição política que tentaram disseminar ímpetos de transformação pela sociedade brasileira. Fiquei bem triste, mesmo. Terça-feira não vou perder o Cartão Verde, eles certamente farão uma homenagem devida ao já saudoso Dr. Sócrates.

    Sobre o talismã da Fiel, Zé, o nosso querido Tupãzinho: diga a ele que, ao lado da liderança do Neto, foi o gol dele que forjou o meu corintianismo. Aliás, após fazer aquele bem corintiano contra o Zetti, o Tupã pulou a placa dos anunciantes e saiu para a Fiel precisamente com o braço estirado e a mão em punho, como se o Dr. Sócrates pairasse sobre aquele primeiro título brasileiro do Coringão.

    Poxa, o Sócrates simplesmente se exauriu nesses anos todos. No sábado à noite um amigo me disse que ele misturou muito álcool e cocaína durante a década de 80. Bom, quanto ao álcool não restam dúvidas. Mas, caramba, apenas 57 anos! É muito pouco para alguém com o brilhantismo do Sócrates. Espero poder expressar, na próxima semana, o sentido que as palavras do Dr. me traziam.

    Grande abraço, Zé! Agora é reforçar esse nosso time para a Libertadores. Nós somos fanáticos, mas não podemos ser levianos: dos 5 títulos do Timão, 2011 foi aquele que mais agonia nos trouxe, porque o time não jogou bem de maneira alguma. Tivemos bastante sorte em grande medida. É verdade, lideramos a maior parte do campeonato, mas o futebol sob a batura do Tite é bastante sofrível.

    Flávio Ricardo

    ResponderExcluir